WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

Educação em Jussiape é a pior da Chapada Diamantina, segundo o TCM.

O Tribunal de Contas dos Municípios da Bahia divulgou a pontuação atribuída à educação pública oferecida pelos municípios baianos, através de levantamento realizado com base no Índice de Performance da Educação nos Municípios – IPEM. A nota fica em disponibilidade pública no site ipem.tcm.ba.gov.br e no ícone de acesso rápido no site do TCM. Segundo site do IPEM, das 25 cidades conceituadas como pertencentes à região da Chapada Diamantina, Jussiape é o município que apresenta menor nota geral somando total de 8,031 pontos para a Educação Pública. Nesta lista estão cidades como Mucugê (10,545 pontos) com péssimo rendimento, mas também as melhoras cidades como Barra da Estiva (21,187 pontos) que aparece em 4ª posição e Seabra em primeiro lugar (41,798 pontos); Seabra, porém, com orçamento muito superior as demais (R$84.053.000,00). Já Barra da Estiva com orçamento de R$56.342.375,00 e Jussiape R$19.273.534,29. Ainda dentre os problemas na Educação em Jussiape está a remuneração dos professores que, segundo TCM, o percentual de recursos do FUNDEB aplicado na remuneração dos profissionais do magistério é de 55,78%. Enquanto que em Barra da Estiva este percentual fica em 79,94%. Ibicoara, por exemplo, fica bem próximo do limite (60%) com 65,65% do FUNDEB é gasto com remuneração dos profissionais.

Comentários estão fechados.